sábado, 31 de janeiro de 2009

Jogo Aberto aborda caos na saúde, grampos, pedofilia e FSM

O caos na saúde pública, grampos telefônicos, casos de pedofilia e as últimas – como também as primeiras – sobre o Fórum Social Mundial serão os destaque do programa "Jogo Aberto", que vai ao ar neste sábado, das 2 às 4 da tarde, pela Rádio Tabajara FM 106.1. O programa, produzido e apresentado pelo jornalista Carlos Mendes, também conta com os comentários sempre mordazes do também jornalista Francisco Sidou
A situação dramática da saúde pública em Belém significa a falta de tudo, do atendimento população a um prosaico rolo de gaze. A secretária municipal de Saúde, Rejane Jatene, foi convidada a participar de um debate, juntamente com o diretor do Sindsaúde, Carlos Costa, mas ela não confirmou presença e nem deu qualquer esperança de que ir aparecer na emissora. Carlos Costa confirmou presença, adiantando que fará novas denúncias sobre como o prefeito Duciomar Costa trata a saúde da população. No sábado passado, o sindicalista esteve na Tabajara e denunciou que estaria sofrendo perseguições por ordem de Duciomar, além de ter seu telefone grampeado.
O programa também vai falar de pedofilia, adiantando os próximos passos da CPI da Pedofilia, criada na Assembléia Legislativa, depois das denúncias feitas pelo bispo do Marajó, dom Luiz Azcona. O deputado Luiz Sefer (DEM) ser ou no convocado? E mais: por que a polícia gastou dinheiro público para pagar passagem e diária de uma delegada que foi ao Rio com a missão de interrogar Sefer? É o que programa vai procurar responder.
O deputado federal Vic Pires Franco, presidente regional do DEM, confirmou que no outro sábado estará ao vivo, nos estúdios da Rádio Tabajara, para falar sobre o caso e explicar a posição do partido. Vic não irá neste sábado porque porque estará em Brasília, participando das articulações de bastidor para a eleição da nova Mesa Diretora da Câmara. Ele pode ser um dos vice-presidentes na chapa encabeçada pelo PMDB.

3 comentários:

Anônimo disse...

PMDB ?

Poster disse...

Acho que sim, Anônimo.
Michel Temer não é do PMDB?
Abs.

teclado espiao disse...

Atualmente já se consegue monitorar computadores a distância com apenas 1 clique. existem vários investigadores particulares que se juntam a programadores e criam softwares de espionagem muito perigosos para quem utiliza computador com internet. Estes aplicativos podem se instalar a distância de forma imperceptível e captar tudo que a pessoa tecla no computador. Desta forma descobre-se todas as senhas de e-mails daquela pessoa espionada. Isto se torna muito perigoso porque este software espiao pode ser acoplado junto com fotos, filmes e arquivos de qualquer natureza, ficando disfarçado e quando a pessoa abre se instala no computador.Um destes sites vende indscriminadamente este serviço no endereço http://www.investigacao-virtual.info