terça-feira, 24 de maio de 2016

Vamos pra rua contra Temer et caterva? Vou de Gucci e Armani.


E então, vamos pra rua derrubar Michel Temer?
Lembram o que o Espaço Aberto escreveu no dia 18 de abril, um dia após a aprovação do impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara?
Em postagem intitulada Vamos às ruas por novas eleições? A hora é agora, o blog escreveu assim:

Dilma Rousseff, que poderá ser julgada pelo Senado e perder o mandato em definitivo, perdeu há tempos as condições de governar o País - por incompetência, insensibilidade e nenhum jogo de cintura político.
Michel Temer extrapolou, imoral, repulsiva e inadmissivelmente, suas funções constitucionais ao envolver-se de corpo, alma e coração em articulações para derrubar Dilma, independentemente do juízo que se tenha sobre a conduta dela em relação às pedaladas fiscais.
Eduardo Cunha é uma espécie de trombadinha que desserve à Nação - pura e simplesmente isso.
Como o Espaço Aberto já expôs na postagem intitulada A renúncia é o menor dos males para um País sem saída, eleições gerais representam a saída à vista.
Vamos às ruas por eleições gerais?
Vamos começar uma campanha por eleições gerais?
Porque o blog não acredita, sinceramente, que você, uma vez satisfeito e aliviado com a saída de Dilma, mantenha-se em êxtase patriótico diante da possibilidade de um Michel Temer assumir o comando do País.

No dia 20 de maio, a última sexta-feira, o Espaço Aberto, na postagem Vamos pra rua derrubar Michel, o Temer?, escreveu assim sobre o balanço da primeira semana do governo em exercício:

Para quem esperava por Michel Temer, melhor não poderia ser.
Para quem esperava por Michel Temer, aí está a realidade.
Em letras impressas.
Vamos pra rua?
Vamos derrubar Michel Temer?
Sua Excelência, parece, vai falar na próxima semana em rede nacional de rádio e TV, talvez para justificar esse início horroroso de governo.
Vamos arear nossas panelas?
Vamos fazê-las reluzir?
Precisamos fazer barulho para Temer.
Ele merece.

Pois é.
Agora, temos essa revelação - escabrosa, assustadora, repulsiva, nauseante e preocupante - de que Romero Jucá, esse paladino da boa moral e dos mais edificantes costumes, articulou um "pacto" para barrar a Lava Jato.
Por enquanto, Jucá se licenciou do cargo. Mas, nesta terça-feira (24), ele estará exonerado - podem ter certeza.
Em verdade, Jucá já deveria ter sido excluído, expurgado, escarrado, cuspido da vida pública há muito tempo. Muitíssimo tempo.
Isto mesmo: excluído, expurgado, escarrado, cuspido - mas não necessariamente nessa ordem.
Jucá, vocês sabem, não tem currículo. Tem ficha corrida.
A última atualização da ficha corrida de Sua Excelência indica que ele é investigado apenas na Operação Lava Jato - repito, apenas na Lava Jato - em seis inquéritos.
Seis, meu povo - 1, 2, 3, 4, 5, 6.
Em 2005, revelou-se que na década de 1990 a empresa Frangonorte, na época pertencente a Jucá, usou R$ 501 mil, de um total de R$ 750 mil liberados pelo Basa (Banco da Amazônia), para quitar outros empréstimos bancários feitos em nome de hoje ministro, de seu sócio, Getúlio Cruz, e de uma outra empresa dirigida por Cruz.
Em outubro de 2010, a Polícia Federal em Boa Vista (RR) apreendeu R$ 100 mil jogados de um carro que tinha acabado de sair do escritório do senador Romero Jucá, então líder do governo no Senado e candidato à reeleição. O dinheiro estava em pode de Amarildo da Rocha Freitas, empresário e colaborador voluntário da coligação de Jucá.
Romero Jucá foi um dos maiores articuladores do impeachment.
É um dos nomes mais influentes do governo Temer.
Vamos pra rua?
Vamos derrubar Jucá e o governo Temer todinho?
Vamor derrubar Temer et caterva?
Podemos nos reunir na Escadinha, na Praça Pedro Teixeira, às 8h do próximo domingo.
Vamos sair de lá cantando o hino nacional e batendo nossas panelas - as da marca Tramontina, que sejam - para varrer de cena esses estupores morais que infestam, imundam e contaminam a política brasileira.
Vamos pra rua?
Porque corrupção é corrupção.
Não existe corrupção do bem e corrupção do mal, né?
Não existe corrupçãozona e nem corrupçãozinha.
A corrupção do PT não é menos pior e nem mais pior (sic) do que a do PSDB.
A corrupção do PSDB não é menos pior e nem mais pior (sic) do que a do PT.
A corrupção que tem coxinhas envolvidos não é menos corrupção que aquela envolvendo mortadelas.
Porque, insista-se, corrupção é corrupção. E pronto.
Vamos à luta, pois.
Já areei minha panela Tramontina. Ele está brilhando, reluzindo, resplandecente.
Vou trajado a rigor.
Lá estarei com óculos Armani e com camisa Gucci.
Venha você também.
Vamos suar nossas camisas contra a corrupção.
Bora?

Bora pra rua?

Jucá pedirá “parecer” ao MP. Mas que parecer?


Romero Jucá, sabe-se, tem ficha corrida.
Mas poucos sabiam que, na condição de senador e homem público com largos e ótimos serviços prestados a Roraima e ao País, fosse obtuso em relação às atribuições de instituições várias.
Jucá anunciou que vai se licenciar do Ministério do Planejamento a partir desta terça-feira (24).
Informou que pedirá uma manifestação, um parecer ao Ministério Público Federal, para que avalie se ele cometeu algum tipo de crime em relação às conversas gravadas -e imorais, convenhamos - entre ele e o ex-presidente da Transpetro SérgioMachado.
Mas venham cá: desde quando, digam vocês aí, o Ministério Público virou uma espécie de órgão de assessoramento externo de um ministro, de um senador, de um jornalista, de um médico, de um sapateiro, de quem for?
Desde quando?
O Ministério Público apresenta seu parecer em ações que se encontram judicializadas ou sejam objeto de representação oferecida ao próprio MP.
Não é assim, não?
Ou será que, tendo o Espaço Aberto dúvidas quanto a se a furada de Grafite foi pênalti ou não, poderá bater à porta do MP e pediu um parecer sobre esse assunto?
Vish!
Imaginem vocês se o MP, assoberbado com investigações aos montes para dar andamento, vai destacar um procurador para atender a uma solicitação de Romero Jucá, esse gigante da ética.
Imaginem!
O Ministério Público, quando se pronunciar sobre Romero Jucá, será muito provavelmente para denunciá-lo ou para pedir a prisão dele.
Isso sim.
Jucá, parece, entende mesmo é Lava Jato, empréstimo fraudulentos y outras cositas más.

Parece!

Jucá exonerado. Mas Temer não é inocente. Não mesmo!


Vamos combinar?
Romero Pacto Contra a Lava Jato Jucá está exonerado. Mas Michel Temer é inocente?
Não é.
Não mesmo.
Se alguém avalia que Michel Temer, o presidente em exercício, alçou-se nesta terça-feira (24) ao panteão dos heróis nacionais da transparência e dos bons costumes porque exonerou Romero Pacto Contra a Lava Jato Jucá do Ministério do Planejamento, é sinal de que os contos da carochinha ganharam foros de verdade.
De estupenda e definitiva verdade.
E por que Temer não é inocente?
Porque, meus caros, Temer conhece Romero Jucá melhor do que qualquer um de nós.
Romero Jucá, meu povo, responde a seis inquéritos apenas da Operação Lava Jato.
Não venha o respeitado constitucionalista Michel Temer, não venha venha o professor catedrático Michel Temer alegar essa parada de que a presunção de inocência é princípio constitucional que precisa ser respeitado em sua plenitude.
Olha, professor Michel, nenhum direito, nenhum princípio é absoluto neste mundo.
Nem o direito à vida é absoluto, uma vez que, sabem todos, você pode tirar a vida do outro que ameaça a sua própria vida.
Portanto, digamos em resumidíssimas e singelas palavras: Michel Temer pode exonerar Jucá 600 vezes, mas jamais será o cultor da transparência que ele pretende ser.
Michel Temer é o comandante de um governo em exercício que se contaminou, indelevelmente, pela mácula moral de sustentar-se, em boa parte, na escória política brasileira.
E vamos logo lembrar, pur favor: escória política é escória política - não importa se do PT, do PSDB, do DEM, do PP, do PV, seja lá de que partido for.
Vocês dirão que Dilma também se sustentava em escórias políticas?
Sim.
Michel Temer também.
E agora?
Também haveremos de dizer que temos a escória política do bem e a escória política do mal?
Novas eleições, meus caros.
É disso que precisamos.
É isso que o Espaço Aberto já defendeu abertamente - leiam a postagem A renúncia é o melhor dos males para um País sem saída.
Fora isso, vamos ficar apenas mudando de escórias.
E ficaremos sempre tentados a acreditar que a escória política que sustenta o governo Temer é a do bom.
E a que sustentava a do governo Dilma era a do mal.
Ou vice-versa.

Peguem seus cartazes e também colem: "área de assalto"


Espiem só a que ponto chegamos.
A foto acima está publicada no perfil de Celiolobo2 no Twitter.
Mostra uma casa na Marquês de Herval, entre Pirajá e Perebebuí, bairro do Marco.
Os moradores, coitados, resolveram colar cartazes avisando que ali é área de assaltos.
Mas, em verdade, o mesmo cartaz, o mesmo aviso, o mesmo alerta caberiam perfeitamente nos cerca de 400 mil imóveis cadastrados em Belém, não é?
Porque não há avenida, rua, travessa, beco ou viela ou bairro, enfim, inexiste algum lugar, nesta cidade, que esteja a salvo do banditismo avassalador.
É assim.
Infelizmente!

Segure aí a perna do Grafite que passa em frente à sua janela



Olhem só.
Eu amanheci o domingo, amanheci a segunda e vou amanhecer os próximos dias procurando a perna do Grafite.
Ele foi o protagonista de uma das maiores furadas do futebol brasileiros nos últimos anos, durante o jogo entre Fluminense 2 x 2 Santa Cruz, no último sábado à noite.
A perna do cara deve estar vagando aí pelo espaço sideral.
Mas o que aconteceu?
Essa furada, acreditem, rendeu um pênalti contra o Fluminense, meus caros.
Um dos pênaltis mais absurdos dos últimos tempos.
Vejam e revejam, dia e noite, noite e dia, esse vídeo.
O Grafite, ele mesmo, chuta a perna de Wellington Silva e desvia o chute de seu verdadeiro alvo, a bola. Daí a furada.
Uma furada tão grande que Grafite cai no chão, sozinho. Estabanado. Estatelado.
Mas o árbitro Jailson Macedo, esse herói, marcou pênalti!
Hehe.
Nossas arbitragens são sempre piores que as outras.
Sempre piores.

O que ele disse


"Não tenho nada a temer, não devo nada a ninguém. Se tivesse medo, se tivesse telhado de vidro, não teria assumido a presidência do PMDB num momento de confronto com o PT para ajudar a afastar a presidente da República. Se tivesse medo de briga, não estaria nesse processo da forma como entrei."
[...]
"Não tem nada que eu possa me envergonhar, nada que eu possa ter feito que é criminoso ou mal visto."

Romero Jucá, um dos cândidos do governo Temer (também um cândido), após revelar-se que defendeu um "pacto" parapulverizar a Lava Jato.

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Elcione com Temer. Sejam, vocês também, coerentes.



Leitores do Espaço Aberto ligaram, passaram WhatsApp, e-mail, enfim, tentaram confirmar, de alguma forma, se a imagem acima, mostrando a deputada Elcione Barbalho (PMDB-PA) com Sua Excelência o presidente Michel, o Temer, era mesmo uma foto verdadeira ou era uma montagem.
Claro que é verdadeira, rapazes e moças.
Verdadeiríssima.
Seu autor, inclusive, é Marcelo Camargo, da Agência Brasil.
Elcione aparece do lado direito da foto.
Ela está entre as 20 parlamentares que foram levar o calor de sua solidariedade, compreensão e consideração a Temer, cujo governo foi parido com um certo ar de misoginia solto no ar.
Mas por que a estupefação dos leitores?
Porque Elcione, no histórico 17 de abril, votou sonoramente, publicamente, resolutamente, decididamente, objetivamente - e outros mentes - contrariamente ao impeachment (vish!, os mentes de novo).
Votou, portanto, favoravelmente à permanência do governo Dilma. E contrariamente a um eventual governo Temer.
Dilma saiu.
Temer entrou. E agora ganha, repita-se, o calor de sua solidariedade, compreensão e consideração ao presidente em exercício.
Com Dilma, Helder Barbalho, filho de Elcione com o senador Jader Barbalho, era ministro dos Portos.
Com Temer, Helder Barbalho é ministro da Integração Nacional.
Meus caros, nada de estupefação com essas posturas, digamos assim, camaleônicas.
Façam como o pessoal aqui da redação: quando vocês crescerem, se quiserem subir na vida, se quiserem galgar postos, sejam coerentes.
Basta isto: sejam coerentes.
Estejam onde estiver um naco, uma réstia de poder para chamarem de seu.
Sejam coerentes, repita-se mais uma vez.
É assim que deve ser.
Não deveria ser assim.

Mas é.

Bandidos chamaram porteiro de edifício pelo nome


Um detalhe do modus operandi de bandidos que assaltaram o edifício Plaza Monet, no bairro do Reduto, no início da madrugada da última quarta-feira, tem mantido os moradores apavorados.
É que apenas um bandido entrou no edifício em carro com placa clonada, como se fosse morador e chamando o porteiro pelo nome.
Rendido, o porteiro foi imobilizado e amordaçado. O fato de ter sido chamado pelo nome indica que os bandidos obtiveram informações de alguém do edifício ou de pessoa que conhecia perfeitamente a rotina dos empregados do condomínio.
E nada indica, até agora, que o porteiro tenha sido conivente com o bando.
Como a ação dos assaltantes não passou do primeiro andar, a maioria dos condôminos sequer se apercebeu do que acontecia. E muitos só foram saber do assalto pela manhã.
Mas a intenção dos caras era fazer uma limpeza em todos os apartamentos. O plano só não deu certo porque um oficial da polícia acionou a PM rapidamente. E não foi pelo 190, que não atendeu de imediato.
A apreensão entre os moradores é muito grande.
Aliás, quem não vive apreensivo nesta selva de violência em que Belém se transformou há muito tempo?

Vamos pra rua derrubar Michel, o Temer?


Para quem esperava por Michel Temer, melhor não poderia ser.
Para quem esperava por Michel Temer, aí está a realidade.
Em letras impressas.
Vamos pra rua?
Vamos derrubar Michel Temer?

Sua Excelência, parece, vai falar na próxima semana em rede nacional de rádio e TV, talvez para justificar esse início horroroso de governo.
Vamos arear nossas panelas?
Vamos fazê-las reluzir?
Precisamos fazer barulho para Temer.
Ele merece.

Mosqueiro nos tempos


Quem de vocês, garotos e garotas entrados nos 50 e tantos, não se lembra disso?
É a balsa para a travessia para Mosqueiro.
As viagens de navio foram vencidas pela possibilidade de ir de carro à bucólica ilha.
A ponte só seria construída muitos anos depois.
A foto foi extraída do perfil Belém Antiga, no Facebook.

O que ele disse


"Se a Imprensa não existisse, seria preciso inventá-la"
Honoré de Balzac (1799-1850), escritor francês, numa sentença que soa como uma lição a tantos autoritários - enrustidos ou não - que teimam em defender, ainda agora, o cerceamento à liberdade de informar.

quinta-feira, 19 de maio de 2016

Mais de 40 comarcas do interior do Estado estão paradas


Espiem só.
A foto foi mandada há pouquinho para o blog, pelo WhatsApp.
Novamente, os servidores do Judiciário estadual, que lutam por reajuste, estão parados.
Outras 42 comarcas do interior do Estado encontram-se com suas atividades suspensas, segundo informa a direção do movimento.
Na semana passada, se vocês se lembram, aconteceu algo surreal em Belém: servidores que suspenderam suas atividades por algumas horas para protestar, fazendo um apitaço, não puderam entrar de volta no Fórum Criminal para trabalhar.
A "puliça", postada na porta, barrou-lhes os passos.
Isso num recinto do Poder Judiciário, meus caros.
Do Poder Judiciário.
Vish!

Temer, parece, teme não poder governar


Temer, parece, está começando a sentir, como se diz, o cheio da rebordosa.
Está começando a perceber que, do jeito que está, a tendência é sempre piorar.
Sua Excelência cogita convocar rede nacional de rádio e TV para se pronunciar.
E tudo indica - segundo especulações que correm aí pelas redes sociais - que vai dizer como Dilma, a afastada, deixou-lhe o País.
Mas não precisa. Todo mundo já sabe.
A situação do Brasil é conhecida há meses e meses.
Todos os dias, o dia todo, há um tsunami de informações retratando o caos nas contas públicas e apresentando projeções pavorosas sobre as consequências do desaquecimento da economia e as dificuldades para retomar o crescimento ao menos a médio prazo.
O que Temer poderia dizer?
Poderá dizer mais ou menos assim: "Olhem, eu não posso consertar tudo isso do dia para a noite, porque ele deixou-nos um legado horroroso".
Mas isso também não é necessário. Porque é sabido de todos que ninguém haverá de consertar o País do dia para a noite.
Sabem o que Temer quer mesmo?
É encontrar um jeito de se justificar das idiotices que seu governo está fazendo, nesteinício horroroso, pavoroso, desarticulado e desnorteado.
É mais ou menos isso.

Temer, parece, teme não poder governar.

Um troglodita. Desta vez, numa moto.


Vocês se lembram do troglodita de ontem, aquele ao volante de ônibus que fechou o cruzamento na Conselheiro com a Benjamin?
Pois essa imagem aí, pinçada de um vídeo que está no perfil de Cah Trindade no Twitter.
Desta vez, o troglodita está numa moto.
E invade a faixa de pedestres.
Tudo, como sempre, diboa.
Vish!

Via Cágado Press


 Do jornalista Francisco Sidou, em sua página no Facebook, sob o título acima:

"Ando devagar porque já tive pressa", parece dizer o nosso amigo cágado que poderia ser o símbolo do sistema PAC de entrega pelos Correios.
Encomenda postada em 14 de abril em Cruzeiro do Sul (AC) "navegou" por quase trinta dias , com escalas em Rio Branco, Curitiba, São Paulo, Salvador, Fortaleza, entre outras cidades.
De posse do protocolo, perguntei à moça do atendimento:
- Qual a previsão de chegada?
E ela:
- São 20 úteis, senhor! Agora que a sua encomenda está com 10 dias úteis...
- Mas, moça - quis saber -, em quantas cidades mais a encomenda vai percorrer até completar os 20 dias úteis?
E ela:
- Lamento, senhor, é o regulamento do PAC.
Então, insisti, já com ela visivelmente aborrecida:
- Escute, moça, não ficaria mais barato para os Correios mandarem uma encomenda de Cruzeiro do Sul via Manaus ou Brasília para Belém?
Então ela me despachou, dizendo:
- Olhe, bem ali tem um formulário para reclamações.
E nada mais disse e nem lhe foi perguntado, diante de sua postura impávida colosso burocrático: "O próximo, por favor"!
E pensar que os Correios já foram das instituições mais bem avaliadas pela sociedade brasileira junto com os Bombeiros!
Moral da história nada edificante: decorridos os 20 dias úteis, fui aos Correios (Central de Distribuição), onde me informaram  que a encomenda havia sido devolvida ao remetente, de vez que o endereço não foi encontrado.
Procurando esclarecer a razão, descobri então que o carteiro havia confundido Rua Roso Danin com Passagem Roso Danin, ambos no bairro de Canudos, embora na correspondência constasse em letras quase garrafais Rua Roso Danin.
Outra alegação era de que o CEP não "batia". Nem poderia, claro. Convenhamos que assim fica difícil.
Sugeri então ao remetente,  meu irmão Edson, que me mande a encomenda agora por via fluvial,  descendo o rio Juruá e o rio Amazonas. Deve demorar uns 15 dias, se tanto.
Detalhe: antigamente, os Correios informavam a chegada de qualquer encomenda via PAC para que o favorecido pudesse ir lá buscá-la.

Hoje, não mais.

As ondas lambem a beleza. Em Mosqueiro.


A foto de Giovanni Barros é linda.
E os versos de Celeste Proença dizem tudo.

O que ele disse


"A diplomacia voltará a refletir de modo transparente e intransigente os legítimos valores da sociedade brasileira e os interesses de sua economia, a serviço do Brasil como um todo e não mais das conveniências e preferências ideológicas de um partido político e de seus aliados no exterior. A nossa política externa será regida pelos valores do Estado e da nação, não do governo e jamais de um partido.”
José Serra, senador tucano (SP), ao assumir o Ministério das Relações Exteriores.

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Governo Temer tem um início sofrível. Para não dizer horrível.

Michel Temer: como o de Dilma, seu governo vai acabar virando o maior adversário de si mesmo
Vamos falar no português de Portugal - e do Brasil?
Falemos, pois: tem sido sofrível, para dizer o mínimo, esse início do governo Temer.
Em termos de desarticulação, está chegando a empatar com o governo da afastada presidente Dilma, que conforme o Espaço Aberto chegou a dizer várias, era o maior adversário dele mesmo.
Em uma semana, o governo Temer tem assustado.
Extinguiu o Ministério da Cultura e estabeleceu uma revolta geral entre a classe artística e fora dela.
Temer fez de seu governo uma deserto de mulheres. Agora, para tentar deixar o feito pelo não feito, está escolhendo algumas.
Esse ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, disse num dia que não respeitaria a lista tríplice para a escolha do novo procurador-geral da República, mas foi desautorizado pelo próprio Temer no dia seguinte.
Henrique Meirelles, o novo ministro da Fazenda, está especulando mais do que devia e ganha, por isso, a resistência antecipada até mesmo de centrais sindicais amigas.
Isso tudo, vale ressaltar, em apenas uma semana.
A nota de crédito do governo Temer, até agora, é um 5. Com tendência de queda, viu?

Vish!

Troglodita em ação. Na Conselheiro com a Benjamin.


Trogloditas em ação, meus caros.
Sempre em ação.
Sempre fechando cruzamentos.
"Diboa"!
Sem que lhes aconteça nada.
Absolutamente nada.
As fotos, remetidas por leitor do Espaço Aberto, mostram um ônibus fechando cruzamento da Conselheiro Furtado com a Benjamin Constant.
"Fechou propositadamente, pois vi que percebeu que o sinal iria fechar", conta o leitor.
Hehe.
O troglodita apenas seguiu, digamos assim, o manual.
O manual da transgressão.
Da falta de sensatez.
E da ousadia para infringir regras do trânsito e ainda sair impune.
É assim!

Sou Contra Corrupção-SCC ! Esse é o meu partido!


Da leitora do Espaço Aberto, a santarena Miriam Bemerguy, sob o título acima (o texto foi está publicado, originalmente, em seu perfil no Facebook)

------------------------------------------------------------

Não existe esse partido, eu sei... Por isso, tenho  aversão a  partidos políticos, mesmo porque voto em pessoas e quanto mais eu leio sobre, eu chego  à conclusão que isso é ruim para um país, dezenas de partidos, um troca- troca, quem oferece  melhores mordomias!
Pois o péssimo político existe em todos os partidos... Isso me indigna, pode ter certeza... E o cenário dessa classe hoje é bem diversificada, uns  muitos fizeram pra garantir a democracia do Brasil, lutaram e sofreram  pra que o povo tivesse alguns direitos... Agora, só  são acordos e vantagens pessoais, a maioria sem a menor vocação ou vontade política de fazer  bem  ao povo;  entre eles há humoristas, analfabetos e doutores, e pra que tantos?
 Após a bagunça que se instalou no País, entendo... Interesses políticos e o mais agravante:roubar mesmo. Pouquíssimos são honestos. Isso há muitas décadas.
O que acontece com eles? Atualmente, é presa uma minoria. Antigamente, jamais isso acontecia, mas o resto continua na “ labuta” e rindo da cara de todos. O foro privilegiado lhes dá esse direito, pode ser corrupto, ladrão, safado etc. e tal, no final vai ter um julgamento especial e  nada vai lhes  acontecer.
Até quando vamos aturar isso? Sim, porque nós, trabalhadores, temos que trabalhar muito e com salários que muitas vezes nem chegam a uma diária de um desses políticos.  Até quando vamos bancar essa esculhambação que se tornou prática comum,  por aqueles que são escolhidos pra representar o povo!?
Cada vez mais informados, graças a todo esse processo que estamos vivendo,conhecemos bandidos que estão  na política por anos. Corruptos gritando pelo fim da corrupção - pode?
Até quando vamos suportar isso? Um monte de “corruptos” se reuniu e afastou a presidente e seu partido. E agora? Acabou a corrupção? O País ficou limpo? Só ficaram políticos honestos e com vontade de fazer o bem pela população brasileira?
É claro que não! Essas pedaladas que a presidente fez todos os anteriores fizeram e  continuam fazendo nos Estados. E aí ? Todos vão ser punidos?
 A resposta pra toda essas perguntas veio logo em seguida, com o presidente interino e seus ministros, ele e mais 7 ministros citados na Lava Jato! Outros que iam ser investigados não serão mais, pois o seu partido está no poder agora.
Tá bom pra ti assim? Pra mim, não! Adiantou alguma coisa, além da sua satisfação pessoal em tirar o PT? No coletivo, mudou onde? A população brasileira terá melhores dias, melhores salários e vida digna de um ser humano?
É pessimismo meu?? Tô torcendo pra não dar certo? Meu Deus, claro e evidente que não! Essa é nossa chance de mudarmos tudo! Não aceitar mais corrupção!
 Trabalhe i38 anos da minha vida me aposentei  e continuo trabalhando e pagando impostos. E tantos brasileiros que são honestos e dignos por seus trabalhos. Como posso ficar feliz se a prática da corrupção foi legalmente anunciada em todos os meios de comunicação e instalada mais uma vez?
Se essa indignação e intolerância fossem pra todos os desonestos, tiraríamos o País dessa vergonhosa situação.Seria ótimo o fim da corrupção e que paguem os culpados. Mas não é isso que está acontecendo.
Muitos me convidavam pra ir às ruas e eu sempre dizia: "se for pra combater a corrupção geral eu vou, mas se for apenas pra tirar um partido, tô fora!"
Deixei de acreditar em políticos faz tempo. Aí, vinham as ofensas e agressões verbais. Eu não entendia. Pois eu respeito todas as opiniões contrárias às minhas e exijo o mesmo. Jamais vou bater boca por causa de políticos desonestos.
Vejo muita gente falar: "acabou a “boquinha do PT"! Mas será que o ódio da pessoa é tão grande que ela não enxerga que vai continuar  a “boquinha”  do PMDB, do PSDB, do PTB, do PR, PP e sei lá mais que PPPP... E aí, ficou bom? Tá tudo certo? Uns têm a ignorância de responder: tirando o PT já tá bom! Essa eu nem conto. Tenho nojo!
Eu não vejo diferença em corrupção do PT, PMDB, PSDB, PR etc. Tudo é vergonhoso, podre e indecente! Um trabalhador ganha no mês R$ 880,00 pra sustentar sua família, pagar aluguel, etc. Um deputado federal ganha, entre salário fixo, são 15 salários e benefícios, pasmem, mais de  R$ 146.000,00. E como dizemos em Santarém: pra “interar”, eles ainda têm a safadeza de roubar dinheiro público. E são 513 só na Câmara. Fico indignadíssima!
Não defenda quem te rouba! Vamos juntos lutar, sim, por reforma política, acabar com privilégios, altos salários, mordomias e essa vergonhosa desigualdade socioeconômica da classe política brasileira.
Mas pior que político corrupto é eleitor corrupto! Dependendo do “eleitor”, essa prática vai continuar mesmo!
Não gosto muito de frases e textos prontos. Escrevo o que sinto e porque gosto e não preciso saber muito de política, pra entender essa vergonhosa situação em que se encontra o Brasil! Eu e todo restante do mundo sabemos. Não posso me alegrar e nem torcer pra dar certo outro governo,que já começou errado!
A honestidade tem que ser um hábito, principalmente com dinheiro público. Ficha limpa tem que ser obrigatório pra ser político! Igualdade na punição pra todos os políticos que cometerem crimes! Essa é a hora!
Tenho certeza de que não ofendo ninguém lutando contra a corrupção. Acredito que este é um sonho de muitos. Aliás, deveria ser de todos nós, brasileiros! E outra: nunca fui de me acomodar, gosto de lutas - sejam elas pessoais ou coletivas, mas desde que eu me sinta totalmente feliz naquela situação."Nunca que vou passar apenas pela vida, vou passar sim, mas vivendo!"
Deixemos fanatismo, ódios pessoais, partidos políticos e vamos lutar sim pelas reformas políticas e tirar  todos os corruptos do poder! Pois sem tanto bilhões desviados e furtados dos cofres públicos, o País inteiro viverá melhor.

E viva a democracia!

Olhares pela lente



Em frente a Marabá, o pôr do sol derrama seus últimos reflexos sobre as águas do Tocantins.
As fotos são de Adriana Bastos, leitora do Espaço Aberto.

O que ele disse


Vale para todo mundo.
Mas sobretudo para governantes.
De ontem e de hoje.

quinta-feira, 12 de maio de 2016

Dilma fora. E Temer? Governará?


12 de janeiro de 2016.
Às 6h34, o painel do Senado apontou 55 votos contra 22 pelo afastamento da presidente Dilma Rousseff (PT) por 180 dias, período em que será julgada no próprio Senado por crimes de responsabilidade, alegados em processo de impeachment.
Há pouco, a presidente foi intimada da decisão do Senado e se afastou do cargo, dizendo-se vítima de uma injustiça, de um golpe e de uma farsa politica. E prometeu lutar por seu mandato até o fim.
Michel Temer (PMDB) assume nesta quinta-feira (22).
Governará? Terá condições de governabilidade para suprir as que faltaram a Dilma?
Ninguém sabe.
Tomara que sim.
Mas ninguém sabe.
O que se sabe é que o País precisa retomar um rumo que o coloque minimamente na rota da sensatez, da racionalidade política e da retomada do crescimento econômico.
O que se sabe é que precisa cessar a intolerância desmedida, que não se afina com práticas democráticas saudáveis.

Dilma afastada do cargo por 180 dias para ser processada

O Senado decretou o afastamento da presidente da República, Dilma Rousseff, por 55 votos a 22.
A votação ocorreu exatamente às 6h34 deste dia 12 de maio de 2016.
Dilma ficará afastada do cargo por 180 dias, período em que será julgada pelo Senado Federal.
(Postagem atualizada às 10h).










quarta-feira, 11 de maio de 2016

A votação no Senado - ao vivo

Senador queria "parecer" do Supremo. Pode?


Simplesmente assustadora - pelo grau de desinformação - a postura de alguns senadores durante a sessão de segunda-feira última, em que o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-RJ), resolveu ignorar solenemente decisão do presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), de anular as sessões do impeachment.
O senador Jorge Viana (PT-AC), por exemplo, chegou a propor que o Senado pedisse ao Supremo um "parecer" - sim, um parecer - sobre o melhor caminho a tomar.
Hehe.
Mas desde quando o Supremo ou qualquer Tribunal assessora o Congresso e o Poder Legislativo de um modo geral?
Desde quando?
Ao que se sabe, o Supremo e os tribunais decidem - quando provocados, é claro.
Mas pedir o Congresso ao Supremo que oferecesse um parecer sobre a questão?

Como?

Lula, recluso, nega-se a atender pedido de Paulo Rocha


Lula, confirmando o que tem sido amplamente veiculado pela Imprensa de todo o País, parece que está mesmo recluso.
Se não jogou a toalha, está muito, mas muito próximo de fazê-lo.
Assegura-se que o senador Paulo Rocha, do PT do Pará, chegou a contactar com o ex-presidente pedindo para que apelasse ao senado Renan Calheiros (PMDB-AL) - na foto - tentando demovê-lo da intenção de ignorar a esdrúxula decisão de Waldir Maranhão que anulou as sessões do impeachment.

Lula disse simplesmente que não iria ligar para Calheiros.

As bizarrices nas redes sociais. Aguente, se for capaz!


Impressionante!
A cada dia que passa, essas ditas redes sociais vão se tornando um repositório inesgotável de maluquices.
Há milhares, para não dizer milhões de pessoas que se comprazem, todo dia, o dia todo, em mandar spams os mais absurdos, os mais inverossímeis, os mais inacreditáveis.
Mas há milhões que acreditam. E repassam essas mensagens que não têm nem pé, nem cabeça, nem troncos, nem membros.
Algumas são risíveis.
Veja esta que entrou no ar logo após o desbloqueio do WhatsApp.
Assim está, ipsis literis:

WHATSAPP PERDE DIREITO DE USO NO BRASIL.

Hoje dia 04 de maio de 2016, Liminar da justiça de pernambuco decreta proibiçao de uso do WhatsApp no Brasil. O aplicativo perderá o direito de uso no país, a lei determina que o aplicativo seja excluido do PlayStore e de qualquer site parceiro hosprdeiro do app. As operadoras cancelarão o serviço e terão prazo de (07) sete dias para avisar todos os usuarios do aplicativo. As noticias da baniçao do WhatsApp no Brasil serão veiculadas em toda a rede de Tv nacional. Tudo isso se deu devido a recusa da diretoria do App pelo fornecimento de informaçoes confidenciais(quebra de sigilo) nas comunicações entre grupos de traficantes de intorpecentes. Ao diretor do WhasApp, foi estabelecida multa de 12bi por desacato, induçao, apologia ao crime, obstruçao e ocultaçao de provas... Foi deferido tambem  a reclusao do réu em regime fechado de (06)seis anos....noticia esta disponivel no site da revista "Isto é" Veja" e no site do Ministério da Justiça.

Hehe.
Espantosamente absurda, não é?
Mas circula por aí, em milhões de aparelhos de celulares, que se oferecem como os meios mais apropriados para veicular ótimas coisas, sem dúvida.

Mas também repassam maluquices como esta.

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Lia Sophia - Um Poema de Amor

Lia Sophia em novo arranjo de "Um Poema de Amor", letra e música do maestro santareno Wilson Fonseca e uma de suas mais belas canções.

Vivo indenizará cliente chamada de "chata maior de todas"

Olá Chata! Bom dia, chata maior de todas." Os insultos motivaram o juiz de Direito Clovis Ricardo de Toledo Junior, da 9ª vara Cível de SP, a condenar a empresa de telefonia Vivo ao pagamento de R$ 15 mil por danos morais a uma cliente.
"Não é razoável que alguém seja ofendido por reclamar dos seus direitos."

As ofensas teriam sido lançadas em seu perfil e fatura (v. imagem abaixo) após a autora buscar informações para ajustes no seu plano em uma loja da rede localizada em um shopping da capital paulista. Após perceber que seu plano não havia sido alterado, acessou o site tentando reiterar a solicitação, quando se deparou com os dizeres no cadastro.
Na ação, ela disse ter ficado abalada e entrado em contato com a central de atendimentos informando o ocorrido, mas a ofensa prosseguiu e mais tarde seu acesso foi interrompido. Afirma que entrou em contato com a ouvidoria, mas não houve nenhuma retratação.
Despreparo
Para o magistrado, não faz sentido que uma empresa concessionária de serviço público trate o cliente com "tamanho desrespeito". Segundo o juiz, a empresa age com culpa ao contratar funcionários despreparados para lidar com os clientes.
"Sequer há constatação das razões pelas quais a autora poderia ter sido qualificada da forma como foi, e mesmo que fosse, é dever do preposto não tomar a questão como pessoal, mas sim uma decorrência de seu trabalho."
O advogado Fabio Scolari, do escritório Scolari Neto & Oliveira Filho Advogados, atuou na causa representando os interesses da autora.
Confira a decisão.