sábado, 6 de junho de 2009

“Habemus” obra! Êta cozinha pai d’égua!


Pronto.
Habemus obras.
Ou melhor: habemus obra – uma só, até agora.
Mas é obra, ora bolas.
Veja as fotos acima.
Na do alto, Sua Excelência a governadora Ana Júlia responde aos críticos: não apenas inaugurou uma cozinha industrial no Hangar Centro de Convenções como ainda foi para a cozinha - só de chata.
Sua Excelência mostrou a cozinha e cozinhou nela.
E agora?
Como é que esses críticos maldosos, maliciosos, despeitados, gente que não sabe enxergar a essência das coisas, como é, enfim, que esse povo todo ainda poderá dizer que a governadora não tem uma obra pra chamar de sua?
Como é?
Está aí: a criatura e a criadora em sua grande obra.
Na foto do meio, Sua Excelência aparece puxando o “Parabéns Pra Você” pelos dois aninhos do Hangar, uma obra que não é dela. Mas, é claro, não custa nada comemorar o aniversarinho, não é, Excelência?
E a na foto acima, doutora Ana Júlia aparece entre a presidente do Hangar, Joana Pessoa, e o chef Fábio Sicília, presidente da Regional do Pará da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel).
Parabéns à governadora.
Uma cozinha dessas não é para qualquer governo.
Realmente, não é.

10 comentários:

Anônimo disse...

Um verdadeiro governo de comadres - onde o melhor lugar da casa é sempre a cozinha.
Tá certa a governadora, não podemos negar a feminilidade de seu governo - mostrou seu lado dona-de-casa... o que não deixa de ser curriculo... para "moçoilas casadoiras" ... derrepente, quando sair do governo, já tem emprego em restôs da capital...

Anônimo disse...

tem certeza que ela não estava fritando o Pará?
Por favor, caros senhores. Se não temos Copa ja vale ao menos ter a COZINHA.

Anônimo disse...

Eu estava lá e posso dizer que duas coisas foram muito comentadas: 1) a deselegência discreta da Gov., que ainda precisa urgentemente de um personal stilyst. Esse tomara que caia ficaria bem com um xale ou echarpe, mas quem sabe o nosso calor senegalês, né??????? Ah! sim, a outra, jantar ma-ra-vi-lho-so. Muito bom mesmo. O arroz de pato era de enlouquecer.

Anônimo disse...

quanto custou a obra...??? teve placa obrigatória indicando a empresa que construiu, o valor , o prazo de execução...??? qual a origem dos recursos utilizados nesta obra...???? fonte...??? Houve licitação publica...?? alias tem que ser dito a alguns membros deste governo que licitação é pública e que qualquer um pode participar nem que seja so pra ver e não se trancarem em portas fechadas e colocar no vidro em licitação não entre.....

Anônimo disse...

Eureka. Esta é a quarta obra da nossa Governadora que só quer saber de trabalhar. Ela deu um tapa com luvas de pelica aquelas pessoas que dizem que seu Governo não faz nada que é só de fuxicos e fofocas. Na realidade esta é a primeira obra inaugurada que começou no seu Governo, as outras tres tiveram a participação dos Governos tucanos. Isto é bom pois assim este Governo já saiu do zero. Parabens Ana dos Kits e Dicionarios por esta grande obra. Ia me esquecendo, ouve licitação para compras destas panelas? Fala Joana, te explica!

Anônimo disse...

A NOSSA GOVERNADORA QUEBROU UMA CASTANHA NA NOSSA BOCA, AO INAUGURAR UMA COZINHA EM SEU BELO GOVERNO. SE CONTINUAR ASSIM NO FINAL DE SEU MANDATO TEREMOS MAIS 3 OBRAS, QUE NÓS COMO PARAENSES SÓ TEMOS É QUE APLAUDIR.

luluquefala disse...

Eu não falei que a nossa, que a sua excelência não passava na copa.
Ela só fica na cozinha.
Também, pra manter esse corpinho...

Anônimo disse...

Um governo de uma cozinha só, isso porque tem como novo slogan cuidar das pessoas.
Imagina só.
Pobre de todos nós que temos um governo desse quilate.

Thales B. D'Oliveira disse...

Essa foi boa... Ana Júlia é uma governadora sem copa e com cozinha... E que cozinha! Nos dois sentidos.

Bom, depois disso, não haverá boca que defenda Ana Júlia...

Mary disse...

Tanta coisa pra ser feito em meu estado,..., moro no Rio por tivo de trabalho, mas tenho que ouvir tanta piada do nosso governo...pra acabar com tudo, a Governadora dá preferência a este tipo de obra?!!Espero que tenha vigilantes nesta cozinha ou será invadida por tantos bandidos que está tomando minha linda cidade. Eu sinto por mim e pelos que estão precisando de obras mais úteis.
E que nem falem do Rio, pois aqui todos sabem da realidade, mas na minha cidade não havia tantos bandidos como agora. Será que vão permitir chagar onde o Rio, São Paulo e outras grandes capitais chegaram?