sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Sobrou para o mordomo. Ou melhor, para o vigilante do Remo.

A estátua do Leão, alvo de um vândalo - dimenor ou dimaior: por que apenas o vigilante é que deve pagar?
Mas que coisa, hein?
Sobrou para o mordomo. Ou melhor, para o vigilante.
Um vândalo - menor ou maior, não importa - entrou no estádio Baenão e urinou na estátua do Leão, aquela que fica numa das quinas do gramado que demanda a avenida Romulo Maiorana.
O que fez o presidente do clube, Zeca Pirão? Demitiu, ao que se diz por justa causa, o vigilante.
Aí, vejam só o pobre homem, identificado como Edson Rui, diz em declarações que O LIBERAL reproduz em sua edição de hoje, no caderno Esporte:

“Soube desse negócio de demissão, de justa causa, pelos jornais. Eu estou com a consciência limpa. Fico aqui o dia inteiro e nunca fiz nada de errado nesses três anos. Agora, vêm com essa história de demissão por justa causa, não acho correto. Fico o dia todo aqui, com condições ruins, não tem almoço, não tem nada. Hoje, meu almoço está sendo isso aqui (mostrando bolachas de água e sal)”.

O demitido pelo Pirão diz que ficava o dia inteirinho trabalhando em condições, convenhamos, que beiram a desumanidade, já que nem mesmo almoçava.
Pirão, esse rigoroso, cioso e destemido dirigente esportivo, deveria agir com os mesmos rigor, zelo e destemor em relação a outros vândalos, ditos remistas, que integram torcidas organizadas e que já ganharam até balõezinhos dele próprio, Zeca Pirão.
E se o vigia for à Justiça do Trabalho, o passivo - mais um - será bancado por quem? Pelos cofres combalidos do Remo?
E pensar que Zeca Pirão, tendo perdido no voto - nas eleições para deputado federal e para a presidência do Remo - ainda tenta se manter à frente da direção remista.
Vish!

9 comentários:

Anônimo disse...

Dirigentes sem postura, sem respeito, sem competência para o cargo, sem responsabilidade e sem respeito à instituição Clube do Remo.
Daí que o time está sem divisão, mas isso é o mínimo.
Lamentável o que fazem, de longa data, com o querido Leão Azul.
Até quando o "fenômeno azul" vai suportar dirigentes "SEM"?!

Anônimo disse...

Esse é um lado. O problema é que há um outro, a oposição vencedora. Pelo que eu já vi, o amadorismo permeia ambas as chapas.

Anônimo disse...

E Pirão demitiu ontem o Minowa da base, por uma denúncia no sub17.

Anônimo disse...

Diante de um humilde subalterno todo cartola é valente, assim como atrás do portão todo cão late.

Anônimo disse...

O "pirão " da presidência do Remo deve ser muito bom, ninguém quer largar o chibé.

Anônimo disse...

Mas não é a função do "vigia" vigiar? Se ele mesmo diz que viu o rapaz e deixou ele ir bater fotos ele falhou. Já viu alguem demitido por justa causa admitir que ta errado? Nesse episodio acho que a culpa é toda dele.

Anônimo disse...

Eu tenho uma opinião! É ingênua, mas, é a minha opinião.
O Clube do Remo não se encontra nessa situação dramática, pré-falimentar que tantos apregoam, pelo contrário, tem algo de muito bom e enebriante para àquelas bandas.
Senão, como alguém - em sã consciência - poderia estar se engalfinhando por um clube que deve milhões para todo mundo no estado. Quem?
Tem alguma coisa boa que a gente nem desconfia nessas tenebrosas transações.
Outra, é só no Remo que executivos acumulam série de insucessos e continuam com a maior cara de paisagem.
Será que somos mesmos "patetas azulinos"?
Este ano não terão meu voto, meu dinheiro de ingresso e nem nada ...
E podem parar com esse discurso velho de: o verdadeiro torcedor ... Paixão .... etc.
Prá mim já deu!!!
#partiu

Anônimo disse...

essas crianças mamam lá gostoso!! devem RACHAR todos os salarios que AS VEZES saõ pagos...tudo no meio a meio!!!

Anônimo disse...

O "Xibé",no Remo, deve ser muito bom mesmo. Eu também não vou mais a estádio de futebol. Pagar pra quê ?