domingo, 5 de agosto de 2018

Helder e Márcio Miranda de olho nas aferições internas

Helder Barbalho, agora oficialmente o candidato do MDB ao governo do Pará, continua bem acima de Márcio Miranda (DEM) nas últimas aferições internas.
Mas os tucanos, que apoiam o candidato do DEM à sucessão de Jatene (PSDB), não desistem: acham - alguns com indisfarçável convicção - que Helder, em termos preferências eleitorais, "já deu o que tinha de dar". Ou em pesquisês, já teria alcançado o máximo de seu potencial de votos.
Não digam isso, porém, a emedebistas.
Eles reconhecem que, uma vez definido o quadro eleitoral no Estado, a tendência é Miranda subir um pouco, mas sem chances de ameaçar a liderança de Helder.
Acompanhemos o andar das carruagens.
E confiramos.

3 comentários:

Anônimo disse...

Não tem nada pro Helder. Deixem pensarem no já ganhou...

Anônimo disse...

Jatene três mandatos. Márcio Capitão PM três mandatos na Alepra. E o Pará igual carangueijo, só anda prá trás. O que o MM tem a prometer, após três junto com o Jateve?

Anônimo disse...

O grande problema é o desânimo do eleitor. O candidato do MDB teria que estar nas pesquisas internas e externas, acima dos 50%. Pois foi esse o percentual que teve, valendo, em 2014. E, passado esses anos ele não sai do patamar de 30%. E olhem que esteve presente na mídia diariamente, além de exercer o cargo de ministro de Dilma e do Temer. Como explicar isso aos eleitores que não querem sacramentar seus votos ao candidato do MDB ?