quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Na canção-protesto, sobrou pro Temer. Bem-feito!

video

Espiem só.
A trapalhada do governo Temer, de extinguir a Reserva Nacional do Cobre e Associados (Renca), abrindo margem para que a desinformação prolifere e engorde o número de likes colhidos por celebridades desinformadas, acabou inspirando músicos de várias partes da Amazônia.
Eles escreveram e gravaram uma música-protesto contra o decreto do governo. E sobrou pra quem?
Pro Temer, é claro.
Os compositores são Val Milhomem, Enrico di Miceli e Joãozinho Gomes.
Quem canta: Amadeu Cavalcante, Ariel, Brenda Melo, Enrico di Miceli, João Amorim, Joãozinho Gomes, Oneide Bastos, Silmara Lobato e Val Milhomem.
Quem toca: Alan Gomes, Jeffrey Redig, Fabinho Costa, Huan Moreira e Hian Moreira.
O título da música é "Temer sai, a Amazônia fica". Um dos versos diz assim:

Todos pela Amazônia
Selva amada, mata rica
Fora Temer, fora Temer
Nossa Amazônia fica

Toma-te!
Assistam no vídeo.

Nenhum comentário: