quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Crivella é um fenômeno. Ou seria seu eleitorado?


Agora é o seguinte.
Esse Marcelo Crivella (PRB), iminente prefeito eleito do Rio, parece ser um fenômeno.
Ou melhor: fenômeno parece mesmo ser o eleitorado carioca, que em sua ampla maioria deverá elegê-lo no próximo domingo, em segundo turno, na disputa com Marcelo Freixo (PSOL).
Crivella é um dos candidatos que mais já tiveram sua vida pregressa exposta.  Negativamente, vale dizer.
Mas cresce sem parar nas pesquisas.
Ele foge dos debates descaradamente.
Mas cresce sem parar nas pesquisas.
Já divulgaram versos seus, numa música, que expressam notável intolerância religiosa.
Mas cresce sem parar nas pesquisas.
Já publicaram fotos suas quando foi preso.
Mas cresce sem parar nas pesquisas.
Quem é o fenômeno?

É Crivella ou a imensa maioria que, tudo indica, deverá elegê-lo prefeito da segunda maior capital do País?

Um comentário:

Victor Picanço disse...

O que vai elegê-lo é o radicalismo esquerdista do Freixo.