quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Cosanpa cobra mais de R$ 30 mil de idosa e arranca tubulação


Espiem só.
Espiem só como a crueldade não tem limites.
No caso, a crueldade da Cosanpa.
A titular dessa conta de água que vocês estão vendo é um senhora de 80 anos, que reside em casa de dois cômodos no bairro do Marco.
O blog recebeu uma foto dela. Mas prefere não expô-la.
A octogenária sofre de Alzheimer e tem como companhia uma cuidadora.
O imóvel tem apenas um chuveiro e uma pia de lavar louça.
O consumo de água é basicamente para sua higiene pessoal e para lavar louças. Poucas louças, vale dizer, uma vez que tudo é preparado na casa de uma irmã dela.
Observem as cobranças da Cosanpa.
O consumo seria o equivalente a mais de R$ 30 mil, desde junho do ano passado até setembro deste ano.
A família explicou a situação desde quando chegaram as primeiras contas.
Técnicos fizeram inspeção na casa e não constataram nenhum vazamento.
Nesse meio tempo, vieram uma ou duas cobranças com valores reais.
Depois, enlouqueceram.
Na terça-feira (20), foram à casa da pobre mulher e arrancaram a tubulação, deixando um buraco na calçada.
Não se importaram nem com o estado de saúde da idosa.
A crueldade, repita-se, não tem limites.

5 comentários:

André Leão disse...

Manda meu contato para ela, eu entro com uma ação contra a Cosanpa sem cobrar nada.

André Leão disse...

988353458 ou alpn00@gmail.com

Poster disse...

Perfeito, André. Vou encaminhar.

Clara Nazaré Nogueira da Costa Oliveira disse...

Parabéns ao advogado solidário

blog tapajoara disse...

a discrepãncia maior é retirar a tubulação.